So sieht „Tokio Hotel“ heute aus

Adolescentes gritando, venderam milhões de CDs, uma vida de estrela de rock –  Os guerreiros do Tokio Hotel, a banda mais famosa da Alemanha.

E agora?  

Os gêmeos Bill e Tom (22) se mudaram para Los Angeles para um descanso. Na semana passada, Bill fez uma completa surpresa no show de Heidi Klum (38), o “GNTM”.

Mas o que aconteceu com os outros membros do Tokio Hotel?

BILD encontrou o baterista Gustav (23) e o guitarrista Georg (25) em Magdeburgo!

Em um bairro abandonado pelo desenvolvimento no sudoeste da cidade, Gustav (23) passeia. Ele engordou, usava tênis esportivos e uma calça confortável. Sua casa: Um brilhante apartamento amarelo.  Ele estava no supermercado chamado “Niedrig-Preis” (Preço baixo).

Parece que ele ainda tem os milhões que a banda ganhou, mas apenas algumas coisas lembram-nos de seu estilo de vida de uma estrela de rock: Sua grande Mercedes-Van (“Vito”, com janelas fume) e o tratamento especial que ele recebe na discoteca local “Prinzzclub”.

Seu colega Georg (25) vive no centro. Em um beco sem saída. Ele gosta de passear com seu cachorro e coletando os feitos de seu cão sem seguida.

Antes disso: Meninas apaixonadas por ele, motoristas, guarda-costas e tratamento VIP.

Agora?

Georg disse cuidadoso a Bild: “É claro que Tokio Hotel ainda existe! Logo vão ouvir sobre nós!”. Mas não soou muito convincente.

Uma nova gravação? Uma nova canção? Um livro?

Georg: “Não posso dar uma data específica, mas definitivamente muito em breve!”

E sobre Bill e Tom?

Nas fotos de Los Angeles, Bill chocou seus fãs com sua argola no nariz, sua tatuagem de esqueleto e as bochechas afundadas.

“Está tudo bem com Bill e Tom. Todos nós quatro estamos indo muito bem. Estamos em contato todos os dias.” Georg garante à Bild.

No início do mês, Bill disse ao jornal BILD: “Estou em Los Angeles porque estamos gravando nosso novo álbum.”

Em Magdeburgo, entre a sujeira do cachorro e algumas cervejas na discoteca, não parece que eles estão trabalhando tanto… 

Fonte.
Texto traduzido por Mandy. Se copiar, dê os devidos créditos ao THBR e à tradutora. 

Deixe um comentário