BRAVO:Por quê vocês aceitaram tornarem-se parte do júri?
Bill: É divertido! Mas nós temos mais compromissos do que esperávamos! (risos)

BRAVO: A pressão é alta?
Tom: O mair desafio para nós atualmente é o horário de trabalho. Nós temos que acordar as 6:00h todos os dias! Normalmente eu vou dormir essa hora…
Bill: É difícil quando você tem que tomar uma decisão sobre quem apoiar. Eu sempre penso que eles são bons, ou não. Mas o fato é que todos eles são de um nível mediano, o que você pode dizer para as pessoas que estão boas, mas que não podem avançar?
Tom: Nós estamos procurando cantores com vozes únicas, ou pessoas que têm potencial para se desenvolverem. Nós encorajamos aqueles que estão no nível médio, para que continuem a envolver-se e cantar, como um hobby. Mas nada mais que isso.

BRAVO: Vocês tem problemas dizendo o que pensam abertamente?
Bill: Não.
Tom: (ri e vira-se para Bill) Na verdade, sim! Toda vez que um candidato se apressa você diz: “Você é muito doce” ou “Você é muito simpático”. Isso porque você vê como suas lágrimas estão caindo.
Bill: É difícil! Eles têm o direito de saber que não vão dar certo. Nós não estamos deixando ninguém avançar por causa do arrependimento!

BRAVO: Desde o início foi claro que ambos de vocês seriam jurados?
Tom: Primeiramente eles convidaram apenas a mim, mas eu disse: “Eu não participarei sem o Bill.”
Bill: Bobagem. (risos) Eles convidaram nós dois, e é mais interessante pra nós também!

BRAVO: Existe algo no show que vocês queiram mudar?
Tom: Temos a intenção de ajudar os candidatos por trás das câmeras. Eles muitas vezes precisam de conselhos de estilos ou ajuda na escolha da música certa. Queremos apresentar-lhes perfeitamente, não que se divirtam às custas deles.

Texto traduzido por Lu. Se copiar, dê os devidos créditos ao THBR e à tradutora.

Deixe um comentário