ushgis

Bill Kaulitz do Tokio Hotel está atordoado com a ascensão do AFD!

Halle (Saale) – No verão de 2005, os adolescentes Bill, Georg, Gustav e Tom de Magdeburgo começaram uma carreira mundial com a banda “Tokio Hotel”. Seu primeiro single chamado “Durch Den Monsun” foi um sucesso e os tornou famosos da Rússia à América do Sul. Com a turnê “Dream Machine” eles virão para Leipzig em 2017, onde nasceram os irmãos Bill e Tom Kaulitz, que vivem há sete anos em Los Angeles, nos Estados Unidos.

#blastfromthepast #asyoungaswewere

Uma foto publicada por Tokio Hotel (@tokiohotel) em

Há dez anos não havia um dia em que não se falava sobre vocês. Ultimamente, tornou-se bastante silencioso. Como vocês estão?
Bill Kaulitz: Nós estamos bem. Estamos incessantemente em estúdio, e estamos muito ocupados no momento. Não há um dia em que não trabalhamos de manhã até tarde no álbum e em novas músicas. Mas mesmo assim há um pouco de pressão em relação ao tempo. Se você não fizer isso, provavelmente perderá anos em estúdio. Isso é bem comum em todas as bandas e músicos.

O álbum sai esse ano?
Bill: Então… em 2016 não mais (risos). Mas haverá música nova!

Tokio Hotel em turnê em 2017 – Show em Leipzig

Alguma pista?
Bill: Início de março. Começamos em Londres e vamos trazer muita coisa nova.  Faremos os primeiros 30 shows na Europa, e então vamos para a América do Sul. Vamos começar em Londres porque nas últimas turnês funcionou como um amuleto de boa sorte.

Vocês vão tocar em Hays Auensee em Leipzig. Vocês fizeram uma decisão consciente quando optaram por casas pequenas?
Bill: Nós tocamos em muitos clubes na última turnê. Nós misturamos. Nossa música realmente mudou muito, é muito mais eletrônica do que era antes. Portanto nós decidimos continuar tocando em discotecas pois combina muito com a nossa música, mas nos últimos anos fizemos algumas apresentações em festivais também..
Tom: Nós tocamos em uma igreja em Hamburgo, e algumas vezes em teatros antigos. Nós sempre escolhemos lugares que dão tesão em olhar, como discotecas eletrônicas e edifícios históricos. Queremos manter tudo fresco e fazer algo especial.

Tokio Hotel sobre seu hit “Monsoon”

Seu hit “Durch den Monsun” tornou vocês famosos em 2005. Vocês ainda tocam ele?
Bill: Absolutamente! Na verdade, apenas em inglês, mas na Alemanha, algumas vezes, os fãs nos ignoram e cantam em alemão. Também sou assim quando eu vou à shows: gosto de ouvir as músicas que tornaram os artistas famosos. “Monsoon” é parte do show, e ainda agita os EUA depois de todos esses anos. A música mudou a nossa vida de forma tão evidente que simplesmente tornou-se uma parte de nós.

Bill Kaulitz fala sobre seus projetos atuais

Bill, no seu projeto solo você tentou muitas coisas: músicas pessoais, clipe em preto e branco, livro de fotos, e você também quer experimentar a moda. Você acha que está menos focado na música e muito mais focado em outros projetos pessoais para o futuro?
Bill: Nós sempre fizemos apenas aquilo que gostamos. Vivemos em todas as áreas. Para mim, moda e fotografia. Sou sempre muito feliz executando meu material solo. No mês que vem, finalmente vou lançar minhas próprias peças de moda no mercado. E em breve exibiremos um filme no cinema. Há muitos projetos em que nos reconhecemos e estamos definitivamente trabalhando nisso. Nossa banda chegou em um ponto onde nós fazemos apenas as coisas que gostamos mil por cento. O resto é cada vez menos interessante.
Tom: Menos engraçado também! (risos)

Visualmente vocês mudaram muito. Bill, você já teve quase tudo: cabelo comprido, curto, preto, loiro, rosa. Tom, você usou dreads, depois rastas, agora coque e barba. O quão importante é a moda e o estilo para vocês?
Bill: Então, para o Georg isso é de extrema importância, mas para mim e para o Tom isso vem em segundo lugar (risos). Não faz sentido, portanto, para nós ouvir isso. O estilo é minha paixão além da música. É uma forma de expressão, uma forma de liberdade para mim. Moda, roupas, penteados, um nunca vai funcionar sem o outro. Eu nunca me vi como alguém que faz música com a guitarra em chamas. O nosso objetivo é proporcionar um verdadeiro show para criar uma experiência que você nunca vai esquecer. E isso vai além da música.

Tokio Hotel está atordoado com a explosão do AfD

Vocês vêm de Magdeburgo, mas estão vivendo em Los Angeles há anos. O quão conectado vocês estão com sua casa?
Bill: Tom e eu sempre vamos para a Alemanha no Natal para visitar a família e os amigos. Não viver na Alemanha nos faz apreciar ela de forma bem diferente. Nós aproveitamos muito mais a Alemanha quando voltamos e nos deixamos inspirar de uma maneira completamente diferente. No início deste ano estávamos no estúdio Berlim-Kreuzberg e construímos bases para nosso novo álbum. Pela primeira vez nos sentimos realmente inspirados por uma cidade alemã. Na verdade, sempre queremos viajar para outros países e outras cidades para criar canções. Nós também gostaríamos de viver em outro lugar. Nós amamos viajar e queremos mesmo ir para a Índia e a Tailândia. Para nós é muito importante estar sempre em movimento.

Vocês acompanham de longe o desenvolvimento político na Alemanha como a ascensão da AfD e dos partidários de direita?
Bill:
Sim, com certeza! Essas coisas vem e vão. Também ficamos irritados, tristes e chocados. Especialmente tendo em vista o resultado das eleições em Saxony-Anhalt, de onde viemos e crescemos. O AfD está alimentando o ódio na Alemanha a partir do medo de estrangeiros, e isso está acontecendo em todo o mundo. Nos Estados Unidos é a mesma coisa com Donald Trump. Isso nos assusta.

Nota do THBR: O partido AfD é um partido de extrema-direita que propõe medidas radicais contra a imigração dos refugiados sírios que vem se refugiando na Alemanha devido a uma guerra civil que atinge seu país.

Fonte.
Texto traduzido por Mandy. Se copiar, dê os devidos créditos ao THBR e à tradutora.

Deixe um comentário